Projetos Musicais



O Ecarta Musical é um projeto da Fundação Ecarta que visa valorizar a música e os músicos do Rio Grande do Sul, assim como facilitar o acesso da população a este bem cultural.



Confira os shows realizados
em 2016:
NOTA PÚBLICA
Repúdio à sanção
do Governo para
extinção das
fundações estaduais

Nome: 
E-mail: 
 
 
 Em Porto Alegre
 
Sede da Fundação Ecarta (Av. João Pessoa, 943 - Farroupilha)
10/12/2016 | 19h | Eixo MPB
Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo
Local: Fundao Ecarta (Avenida Joo Pessoa, 943 Porto Alegre)
Foto: Janana Lobo
Alexandre Vieira apresenta Novo |Foto: Janana Lobo

O compositor Alexandre Vieira (violes e voz) estar acompanhado por Alice Gross (voz), ngelo Primon (violo e viola) e Pablo Lanzoni (teclado e voz). No repertrio do show, canes que integram o lbum Novo de Alexandre, em fase de mixagem, incluindo algumas das composies significativas de sua trajetria musical.

No repertrio:
O relgio da saudade (msica de Alexandre Vieira sob poema de domnio popular)
Nos lenis (Alexandre Vieira e Richard Serraria)
Miragem (Alexandre Vieira e Carlos Patrcio)
No vai-e-vem das cordas (Alexandre Vieira, Carlos Patrcio)
Interior (Alexandre Vieira e Mrio Falco)
Por la ruta (Alexandre Vieira e Sebastian Jantos)
Tudo (Alexandre Vieira)
Remoo (Alexandre Vieira e Marcelo Juc)
Blues chacarera (Alexandre Vieira)
Alm mar em mim (Alexandre Vieira e Carlos Patrcio)
Cu e Abismo (Alexandre Vieira)

ALEXANDRE VIEIRA Natural de Porto Alegre/RS, graduado, mestre e doutorando em msica pelo Instituto de Artes da Ufrgs. Envolvido em projetos de cano autoral desde meados da dcada de oitenta, tem entre seus principais trabalhos as colaboraes com msicos da cena local como Mrio Falco, Z da Terreira, Leandro Maia e Karine da Cunha. Destaque especial para sua atuao entre 1998 e 2002 no quinteto popular de cmara Caf Acstico vencedor de dois Prmios Aorianos de Msica. Em 2005 foi pioneiro ao lanar WEB o lbum Chacarera Blues. Atualmente, apresenta as canes que faro parte do lbum Novo. Neste trabalho, Alexandre conta com a participao de Nelson Coelho de Castro, Bebeto Alves, Andrea Cavalheiro, Mrio Falco, Dnia Elias e dos uruguaios Sebastin Jantos. Dany Lpez e Federico Trindade, entre outros interpretes e instrumentistas.

Links:
https://soundcloud.com/chacarerablues
https://www.youtube.com/user/chacarerablues
www.chacarerablues.blogspot.com


Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo
Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo
Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Alexandre Vieira apresenta o lbum Novo | Foto: Janana Lobo Banda gacha Motivos bvios | Foto: Janana Lobo

19/11/2016
Banda gacha Motivos bvios
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Malcon Robert
Foto: Malcon Robert

A banda realiza desde 1990, ano de sua criao, pesquisa musical e cultural em um dos ritmos negros que mais evoluiu em todos os tempos, o reggae. O trabalho possui uma personalidade sulista singular, adquirida atravs da fuso das razes negras com a modernidade da msica pop mundial, com composies prprias e eventuais releituras de clssicos. No repertrio, canes como Quadrilha, O que Precisa, Mama frica (Luis Vagner), O Ego, Juzo Final (Nelson Cavaquinho), Cobertor, Jah Children, Direitos Iguais, Caprichos (Celia Sampaio), Africaner (Obina Shok e Gilberto Gil) e Judeu.

RICK CARVALHO Baixista, produtor musical e operador de udio, toca com a banda Motivos bvios, desde 1990, e Casa da Sogra (Samba Rock). Atuou com a banda Clube do Balano (Samba Rock), acompanhou os msicos Luis Vagner (O guitarreiro), o cantor Junior Marvin (The Waillers), o cantor Jahmai (reggae) e a cantora Vanuza (MPB).

MARIETTI FIALHO
Vocalista da Motivos bvios desde os anos 90. Tambm j cantou com as bandas Terraplane Blues e Da Guedes; e com o msico Pia. Fez vrias outras participaes com grupos de Rap local. Em seu trabalho autoral apresenta gneros musicais como jazz, samba, reggae, funk e da bossa.

ANTNIO GEDAIR (Geda) Vocalista da primeira banda de Reggae Gacha que se tem registro (Banda Direitos Iguais), atua na banda Motivos bvios desde 1990, como compositor tem suas letras requisitadas por diversos artistas e bandas de Reggae.

FERNANDO CATATAU Participa da banda Motivos bvios desde 2012, acompanha a cantora Glau Barros, Raquel Carneiro, o cantor Diego Constante, a banda do Groove e vrios outros artistas.

Banda gacha Motivos bvios
Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert
Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert
Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert Banda gacha Motivos bvios | Foto: Malcon Robert

22/10/2016 | 18h | Entrada franca
Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Rafaela Pechansky
Foto: Nathaly Weber

Com Richard Serraria, Mimmo Ferreira, Pingo Borel e Tuti Rodrigues. O grupo Alab ni surgiu da vontade de resgatar os tambores e manifestaes de raiz africana do Rio Grande do Sul. A pesquisa teve como propulsor o documentrio em longa-metragem O Grande Tambor, produzido pelo Coletivo Catarse. Durante dois anos em uma turn que passou por todos os estados do Brasil realizou 60 shows no norte e Nordeste, em 2013, e, outros 60, no Sul, Sudeste e Centro-oeste, em 2014, atravs do projeto Sonora Brasil do Sesc. Em 2015, produziu o espetculo: Alabem brasileiro, j com o novo DVD em fase de finalizao. O Alabem Brasileiro uma reunio de diferentes manifestaes populares negras de diferentes estados por onde o grupo passou nos ltimos anos. a unio de toques afro brasileiros, como o tambor de crioula do Maranho e Carimb do Par, aos tambores gachos.

REPERTRIO o show segue a linha que o grupo vem desenvolvendo desde sua criao, da pesquisa das manifestaes afro brasileiras com cantos e toques tendo como ponto de partida a incluso do tambor Sopapo, os tamboriles do Candombe, os Ils da Nao africanista e os tambores do Maambique e do Quicumbi. No repertrio os cantos ritualsticos sero apresentados com uma esttica cuidadosa primando pela poesia aliada aos vigorosos toques dos tambores, alm de novas msicas autorais. Apresenta tambm repertrio e danas de domnio pblico de manifestaes afro de outros estados, adaptados aos tambores gachos, como o tambor de crioula do Maranho, com presena de danarina, podendo receber danarinas convidadas participantes das oficinas realizadas pelo projeto.

PINGO BOREL Percussionista. Filho de Walter Calixto, conhecido como Borel, alab (tamboreiro) de Nao, forma religiosa de matriz africana vigente no Rio Grande do Sul. Walter Mello Ferreira, nascido e criado dentro de terreiro de Batuque conhecido no Rio Grande do Sul como Nao Oy-Ijex, acompanhou seu pai tocando atabaques e entoando cantos desde criana. Nos ltimos anos tem desenvolvido trabalhos no universo da msica popular gacha tocando cavaco e tambores com Batacl FC, Richard Serraria, Thiago Di Lucca, etc.

MIMMO FERREIRA Percussionista. Nascido na cidade de Rivera, Uruguai, fronteira com Rio Grande do Sul, filho de pai brasileiro e me uruguaia, desde criana teve contato com o ritual do candombe, tradio de matriz afro uruguaia, materializado em 3 tambores: piano, chico e repique. Reside no RS h mais de 25 anos onde se tornou o principal artfice da fuso do candombe com a msica popular brasileira medida que um instrumentista requisitado pelo 1 time da msica popular gacha.

RICHARD SERRARIA Percussionista. Natural de Porto Alegre, em 1997 comea sua pesquisa sobre o sopapo e em 1998 passa a usar tal tambor na msica pop gacha junto com a Batacl FC. Participou das duas edies do Projeto CABOBU em Pelotas no ano 2000 aglutinando esforos na recuperao do tambor sopapo. Integrante da bateria dos Imperadores do Samba, Unio da Vila do IAPI e Bambas da Orgia nos ltimos anos. Tem oito discos lanados sempre com presena do tambor sopapo. Ganhador de cinco prmios Aorianos, atua ainda no mbito acadmico concluindo por hora o doutorado na Literatura Brasileira, estudando a Cano Brasileira e sua relao composicional com tambores.

TUTI SAGUI Desde criana ouvindo os sambas que seu pai organizava nos jogos de futebol e em churrascos de amigos e famlia onde foi se interessando e passou a gostar de msica. Passou a aprender instrumentos de percusso de samba, mas foi aos quinze anos que comeou a estudar outros instrumentos. A partir da se aprofundou em outros gneros e ritmos musicais. J acompanhou vrios artistas como Jamelo e Jovelina Prola Negra. Estudou na frica do Sul (Cap Tow, Costa do Marfim, Mali, Ghuine, Ghana), aps essa pesquisa circulou pelo Brasil como Recife, Natal, Macei, Olinda, Bahia para comparar os ritmos da frica com os brasileiros. Em 2015 lecionou percusso na Califrnia.

Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni
Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni| Foto: Igor Sperotto
Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto
Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto Alabem Brasileiro com o grupo Alab ni | Foto: Igor Sperotto

22/10/2016 | 18h | Entrada franca
Recital de Catarina Domenici e James Correa
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Rafaela Pechansky
Foto: Rafaela Pechansky

Catarina Domenici (piano) e James Correa (violo) apresentaro obras dos sculos XX e XXI de compositores brasileiros e norte-americanos que transcendem as fronteiras tradicionais entre a msica de concerto, o jazz e a msica popular.

De Wiliam Bolcom sero apresentadas duas peas da suite The Garden of Edem que narra a histria da expulso de Ado e Eva do paraso em forma de ragtime. A obra Hommage a Trois de Mark Olivieri presta sua homenagem a dois compositores eruditos consagrados e a James Brown utilizando uma linguagem que mescla influncias de Bill Evans e Ginastera, alm dos prprios homenageados. De Chick Corea, sera apresentado um arranjo de quarto das Childrens Songs de Chick Corea, obra composta sob influncia dos Mikrokosmos de Bla Brtok. O recital ainda inclui a valsa Cristalina do compositor gacho Daniel Wolff, obras de Ernesto Nazareth e obras autorais dos instrumentistas.

PROGRAMA

Chick Corea: Childrens Songs III, IV, VI, XVI (arranjo: Catarina Domenici e James Correa)

William Bolcom da Suite: The Garden of Eden
I- Old Adam
II- The Serpents Kiss

Catarina Domenici e James Correa: Lux Eterna (In memoriam Ulisses Ferretti e Alexandre Birnfeld)

Daniel Wolff: Cristalina
James Correa: Preldio Esttico

Catarina Domenici: Fr Lili

James Correa: Quarta-feira de cinzas
Ernesto Nazareth: Voc bem sabe
Fon Fon

Mark Olivieri: Hommage Trois (2007)
I Lucas Swell (Hommage a Aaron Copland)
II Gestures (Hommage a Toru Takemitsu)
III Funk for Nikki (Hommage a James Brown)

Catarina Domenici: Fr Mrcia

CATARINA LEITE DOMENICI Recitalista, camerista, docente e pesquisadora. Graduada em Msica pela Unesp, mestre e doutora em Piano Performance na Eastman School of Music na classe da renomada pianista Rebecca Penneys. L recebeu o Performers Certificate o Prmio Lizie Teege Mason de melhor pianista. Alm de reconhecida solista detentora de prmios expressivos ao longo de sua carreira, gravou o CD Porto 60, premiado com dois trofus Aorianos. Tambm como camerista vem colhendo prmios tais como o de melhor camerista no VII Prmio Eldorado de Msica, Trofu Aorianos e a da APCA de So Paulo. Professora de Piano da Ufrgs desde 1993 e foi coordenadora do Programa de Ps-Graduao em Msica (2013-2015). Desenvolve pesquisa pioneira sobre interaes compositor-performer na msica contempornea, a qual vem sendo apresentada em congressos na Europa, sia e Amrica do Sul. Possui diversos trabalhos publicados e apresentados em congressos nacionais e internacionais. Catarina membro fundador e a primeira Presidente da Associao Brasileira de Performance Musical (Abrapem).

JAMES CORREA Compositor e violonista. Doutor em Msica (PhD) pela State University of New York at Buffalo, mestre em composio e bacharel em violo pelo departamento de msica da Ufgrs. Professor de composio, msica eletroacstica e tecnologia musical; coordenador do Laboratrio de Composio no Centro de Artes da Universidade Federal de Pelotas. Suas obras tm sido interpretadas na Argentina, Canad, Estados Unidos, Europa e nos mais importantes eventos dedicados msica contempornea no Brasil. Sua msica vem sendo interpretada por grupos e solistas internacionais como Ensemble Orpheus, Ice, New York New Music Ensemble, Barton Workshop, North/South Consonance, American Brass Quintet, Grupo Piap, Orquestra do Teatro Sao Pedro, entre outros. Como performer, atua como solista e camerista dedicado ao repertrio contemporneo, a msica experimental e a msica brasileira.

Show Recital de Catarina Domenici e James Correa
Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa| Foto: Igor Sperotto
Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto
Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto Recital de Catarina Domenici e James Correa | Foto: Igor Sperotto

1/10/2016 | 18h | Entrada franca
Quinteto de Sopros 5 Ventos
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Marlia Lima
Foto: Marlia Lima

Integrado pelos instrumentistas Samuel Oliveira (clarinete), Siarhei Faminou (fagote), Artur Elias Carneiro (flauta), Viktria Tatour (obo) e Israel Oliveira (trompa), todos da Orquestra Sinfnica da Ospa (Ospa). 5 Ventos surgiu da ideia de Israel Oliveira de unir professores da Escola de Msica da Ospa na formao quinteto de sopros, de forma a tambm incentivar os alunos do conservatrio a explorarem as possibilidades da msica de cmara. Alm de terem em comum o trabalho na Ospa e a docncia na escola da orquestra, os msicos tm suas carreiras solo e em outros grupos de msica de cmara.

5 VENTOS Cinco pessoas vindas de lugares to diversos como Goinia, So Paulo, Minsk (Bielorssia) e Porto Alegre se encontram na Ospa e formam os 5 Ventos. No so apenas colegas de Orquestra, mas tambm no corpo docente da Escola da Ospa (Conservatrio Pablo Komls). Ventos" brinca com ressonncias semnticas que podem ou no ser percebidas, sem que isso seja um problema. Vientos" a palavra espanhola para instrumentos de sopro. Podemos imaginar que essa associao de idias tenha surgido da proximidade cultural/geogrfica com os pases vizinhos de fala hispnica, ou at mesmo com o fato que a OSPA historicamente ter sido formada com uma grande percentagem de msicos uruguaios, e a sonoridade do idioma castelhano, embora j no dominante no ambiente da orquestra, parte indissocivel do seu imaginrio. Outra inspirao para o nome veio de uma associao de ideias com o conto Rodeio dos Ventos, de Barbosa Lessa. Esse conto (que d nome a um livro desse importante autor sul-riograndense) uma espcie de verso tupi-guarani do Gnese e nele os ventos so importantes personagens. Isso alude ao fato que aqui no RS realmente ns temos uma relao quase pessoal com os ventos, que inclusive tm nomes, como Minuano, Nordesto

PROGRAMA
Anton Reicha (1770 1836): Quinteto em r menor op. 88 n 4
Larguetto-Allegro assai
Andante
Menueto (Allegretto) e Trio
Finale: Allegro

Ferenc Farkas (1905 2000): Danas Hngaras Antigas do Sc. XVII
Intrada
Lento
Danze delle Scapole
Chorea (Dana de Roda)
Saltarello

Jacques Ibert (1890 1962): Trs Peas Breves
Allegro
Andante
Assez lent - Allegro scherzando

Apresentao: Samuel Oliveira (clarinete), Siarhei Faminou (fagote), Artur Elias Carneiro (flauta), Viktria Tatour(obo) e Israel Oliveira (trompa)

SAMUEL RODRIGUES DE OLIVEIRA (clarinete) Bacharel em Msica pela Escola de Msica da Universidade Federal de Gois. Participou de diversos masterclasses e cursos de msica, nos quais teve aulas com Wenzel Fuchs, Michel Arrignon, Alois Brandhofer, Franois Benda e Jorge Levin, entre outros. Frequentou curso de aperfeioamento como bolsista da Fundao Vitae na Academia de Msica Ferenc Liszt de Budapeste, tendo aulas com Kovcs Bla e Stmari Zsolt. Foi vencedor de concursos como Jovens Instrumentistas do Brasil em Piracicaba e Jovens Solistas Cidade de Goinia. Como compositor, tem escrito obras para clarineta solo, clarone solo e outras formaes como duos, trios, quartetos e quintetos. Desde 2006 ocupa o cargo de primeiro clarinete da Ospa e participa de grupos de msica de cmara. Atualmente, est cursando mestrado Execuo Musical na Universidade Federal da Bahia.

SIARHEI FAMINOU (fagote) Estudou no Colgio de Msica da Repblica da Bielorrssia, em Vitebsk, e na Academia de Msica da Repblica da Bielorrssia, em Minsk, onde recebeu a qualificao de solista de orquestra, professor e regente da banda. Em 2011, frequentou Curso Educao Musical no Ensino Fundamental e Mdio. Atuou como primeiro fagote no Teatro de Comdia Musical da Repblica da Bielorrssia e como segundo fagote na Nacional Orquestra Sinfnica da Repblica da Bielorrssia e na Orquestra Amazonas Filarmnica de Manaus. Foi professor de fagote no Centro Cultural Cludio Santoro em Manaus e na Universidade do Estado do Amazonas. Entre 2004 e 2011, exerceu a funo de primeiro fagote da Orquestra Filarmnica da PUCRS e, desde 2004, fagotista da Ospa.

ARTUR ELIAS CARNEIRO (flauta) Tornou-se 1 flautista da Ospa aos 19 anos. Egresso da Escola de Msica da Ospa, graduou-se pelo Instituto de Artes da Ufrgs, e aprofundou seus estudos musicais em Stuttgart, Alemanha, onde viveu por quase trs anos. Camerista nato, fundou diversos ensembles que marcaram a vida musical do RS nos ltimos vinte anos: Duo Porto Alegre, Trio Tonus, Duo Dilogos, Collegium Musicum, Capela Instrumentale, Quarteto Instrumental, Ensemble Gnattali, entre outros. Indicado ao Prmio Aorianos 2005, categoria Melhor Instrumentista. Com apoio do MinC, apresentou-se em turn com o Ensemble Gnattali na Alemanha e Sua em 2010.

VIKTORIA TATOUR (obo) Graduou-se em Licenciatura Plena do Ensino Musical pelo Conservatrio Nacional da Bielorrssia, em 1991. Tornou-se mestre pela Academia de Msica da Bielorrssia em 1993. Especializou-se em desempenho instrumental na fundao Musique Esprance da Unesco com Pierre Pierlot, professor do Conservatrio Nacional Superior de Msica de Paris, em 1996. Foi laureada com o primeiro prmio (obo) do concurso internacional de instrumentistas de sopros de madeira em Minsk nas edies de 1991 e 1994. Atuou como professora da ctedra de instrumentos de sopro de madeira da Academia de Msica da Bielorrssia de 1991 a 1997. Foi obosta da Nacional Orquestra de Cmara, Orquestra Nacional de Rdio e TV e Orquestra Sinfnica do Estado da Bielorrssia. Como solista, apresentou-se em palcos da Rssia, Litunia, Polnia, Frana, Itlia e Canad. Chegou ao Brasil em 1997, estabelecendo-se primeiramente na cidade de Manaus, onde foi o obo principal da Orquestra Amazonas Filarmnica e professora do Centro Cultural Claudio Santoro. Em 2004 mudou-se para Porto Alegre, onde trabalha como o primeiro obo da Ospa e tem atuado como convidada em outras orquestras.

ISRAEL OLIVEIRA (trompa) Desde 2004 primeiro trompa interino da Ospa. Comeou seus estudos musicais na Escola Municipal de Msica de So Paulo. Em 1995 teve sua carreira orientada pelo professor Ozas Arantes (Osesp). No mesmo ano passou a integrar a Sinfnica Jovem e Banda Sinfnica Jovem de So Paulo e participou do III Festival de Inverno de It. Em 1996 ingressou na Orquestra Experimental de Repertrio; em 1997, na Sinfnica de Santo Andr; e em 1998, participou da Sinfnica de Ribeiro Preto. Em 2002 integrou a Orquestra de Cmera da Universidade Estadual de So Paulo, atuando no musical O Fantasma da pera. Em 2003 participou do projeto Academia, da Sinfnica da Universidade de So Paulo.

Show Quinteto de Sopros 5 Ventos
Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto
Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto
Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto
Quinteto de Sopros 5 Ventos | Foto: Igor Sperotto

17/09/2016 | 18h | Entrada franca
Msica francesa por Luana Pacheco
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Ze Carlos Andrade
Foto: Ze Carlos Andrade

Acompanhada por Luciano Lees (piano) e Miri Farias (violino), Luana Pacheco vai contar parte da histria da msica francesa, do sculo XIX ao XXI, apresentando canes de cones da chanson e da msica popular francfona, como Edith Piaf, Jacques Brel, Christophe, Georges Bizet, Zaz, Franoise Hardy, alm de sua produo musical original.

Repertrio:
La vie em rose (Edith Piaf) 1946
Non, je ne regrette rien (Edith Piaf) 1960
Hymne l'amour (Edith Piaf) 1950
Ne me quitte pas (Jacques Brel) 1959
L'amour (Carla Bruni) 2002
La liste (Rose) 2006
Les Passants (Zaz) 2010
Je veux (Zaz) 2010
Aline (Christophe) 1965
Itsy Bitsy Petit Bikini (Richard Anthony) 1959
Tous les garons et les filles (Franoise Hardy) - 1962
Habanera (G. Bizet) 1875
Soul Man (Ben L'Oncle Soul) 2009
Je vole (Michel Sardou) 1978 verso Louanne Emera 2014
Gris (Luana Pacheco) 2015
Oh, mon amour (Luana Pacheco) 2016
Dans ma rue (Edith Piaf) - 1952
Sous le ciel de Paris (Edith Piaf) 1951
Mon mec moi (Patricia Kaas) 1988
J'ai deux amours (Josphine Baker) 1930

LUANA PACHECO Seu talento reside no cruzamento entre o jazz, a chanson e o blues. No final de 2005, iniciou seus estudos de Tcnica Vocal e Canto com o Bartono Carlos Rodriguez (Brasil/Holanda). Licenciada em Msica com nfase em Canto pela Ufrgs. Em 2008, fundou a Luana Pacheco e Banda, que venceu o Chance Etapa Rock Pop 2009. Em 2010, foi a vencedora do terceiro Festival da Cano Francesa da Aliana Francesa de Porto Alegre. Em 2010, Luana abriu o show do bluesman de New Orleans, Kenny Neal. Em 2011 e em 2013, foi solista ao lado da Orquestra Unisinos Anchieta" no concerto Clssicos do Cinema. Em 2015 a cantora foi solista no espetculo Na direo dos ventos ao lado da Orquestra de Sopros Eintracht, com direo de ngela Gonzaga e regncia de Ademir Schmidt. O espetculo teve apresentaes no Teatro Feevale, no Teatro da Univates e no Theatro So Pedro. Desde o final de 2011, Luana tem se apresentado como convidada nos shows do projeto Blues In Clio Arte, evento do Studio Clio. Em maro de 2015, a cantora participou da agenda do Santander Cultural de Porto Alegre.

LUCIANO LEES (piano) influenciado por pianistas de New Orleans, como Dr. John e James Booker. Com base enraizada no blues, incorpora em sua msica elementos do soul, do funk e do rock and roll. Em maro de 2013, abriu o show de Elton John, na capital gacha. No mesmo ano, Lees recebeu o seu primeiro Prmio Aorianos, categoria Melhor Instrumentista Pop pela participao no disco A Ordem Natural das Coisas, de Luciano Albo. Desde 1998, faz parte da Fernando Noronha & Black Soul, acumulando sete discos lanados e 11 turns realizadas na Europa e no Canad. Tem em Ron Levy, que j tocou com BB King e Albert King, seu mestre do hammond organ. Desde 2009, Lees tem seu trabalho solo, acompanhado pelos Big Chiefs, Gabriel Guedes (Pata de Elefante) na guitarra, Edu Meireles (Fernando Noronha & Black Soul) e Alexandre Papel Loureiro (ex-Fernando Noronha & Black Soul/Locomotores) na bateria. Lees integra as bandas Locomotores, Gustavo Telles & Os Escolhidos e Acsticos & Valvulados, com a qual gravou dois discos e um DVD e fez turns pelos estados do Sul do Brasil. Tem em seu histrico os trs discos da Pata de Elefante (vencedora do VMB 2009 MTV com Melhor Banda Instrumental). Tambm tocou com os gachos Jpiter Ma, Garotos da Rua, Renato Borghetti, Cidado Quem e Os The Darma Lvers.

MIRI FARIAS (violino) bacharel em Msica com nfase em violino da Ufgrs. Atua como professora de violino no Instituto de Educao Musical Arte e Talento e como professora de violino e de musicalizao na tradicional Escola de Msica Tio Zequinha. A talentosa violinista, que transita com facilidade entre o erudito e o popular, acompanha desde 2013 a cantora Luana Pacheco, bem como outros artistas da cena musical de Porto Alegre.

Show Luana Pacheco
Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto
Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto
Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto
Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto Msica francesa por Luana Pacheco | Foto: Igor Sperotto

3/09/2016 | 18h | Entrada franca
Joana Reis apresenta A Lisboa
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Kristina Rosa
Foto: Vera Marmelo

Cantora portuguesa, radicada no Brasil, apresentar o trabalho A Lisboa, que gravou em 2015 na capital portuguesa - a cidade que a viu nascer e a quem dedica o seu CD de estreia.

Repertrio
Gatos (msica: Joana Reais; letra: Eugnio de Andrade)
Aqui to perto de ti (msica/letra: Mcio S)
Tanguillo de Alfama (msica: Mcio S)
Paz em Mozambique (msica: Mcio S)
Lisboa fascista (msica/letra: Joana Reais)
Bairro do amor (msica/letra: Jorge Palma)
Volta (msica: Valter Rolo; letra: Mcio S)
Vida triste (msica: Jlio de Sousa; letra: J.F. de Brito)
Maria Lisboa (msica: Alain Oulman; letra: David Mouro Ferreira)
Trnsito (msica/letra: Lus Fernando)

JOANA REAIS Cantora e performer. Mestre em Artes Performativas, variante Teatro-Msica, pela Escola Superior de Teatro e Cinema de Lisboa, percorreu um caminho pautado pelo teatro, pela dana e pela msica estudou Jazz Vocal na Escola do Hot Clube de Portugal e no Conservatorium Van Amsterdam, tendo sido bolseira de ambas as instituies. Est fazendo doutorando em Artes Cnicas, em So Paulo.
Ministra workshops e conferncias dentro da temtica: As ferramentas do corpo numa performance inclusiva; e apresenta as suas formaes de Jazz e Msicas do Mundo em vrios palcos nacionais e internacionais. Em 2015 foi lanado o seu EP de estreia: A Lisboa acompanhada pelos msicos Mcio S (guitarra), Miguel Menezes (contrabaixo) e Andr Mota (bateria).

Show Joana Reis apresenta A Lisboa
Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto
Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto
Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto
Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto Joana Reis apresenta A Lisboa | Foto: Igor Sperotto

20/08/2016 | 18h | Entrada franca
Quarto Sensorial
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Gabriel Not
Quarto Sensorial | Foto: Gabriel Not

Trio de msica instrumental formado por Carlos Ferreira (guitarra), Martin Estevez (bateria) e Bruno Vargas (baixo). Em atividade desde 2007, tm trs discos lanados: Quarto Sensorial EP (2009), A+B (2012) e Halteroniilismo (2014). O grupo realiza apresentaes frequentes pelo estado e j tocou em festivais como Psicodlia (2013, 2014 e 2015), Morrostock (2012 e 2013), Porto Alegre Jazz Festival (2014) e Vivo Open Air (2013). O quarto disco est em fase de pr-produo, com lanamento previsto para o segundo semestre de 2016.

CARLOS FERREIRA | Msico/compositor graduado em Msica pelo IPA. Faz parte dos projetos Quarto Sensorial (Instrumental), The Rise and Fall of Ice-Pick Lobotomy (Experimental/Ambient), e integra o Medula: grupo de pesquisa em criao sonora da Ufrgs. Atua como docente de msica pela Prefeitura Municipal de Porto Alegre/RS.

MARTIN ESTEVEZ | licenciado em msica pelo IPA e estudou na The Drummers Collective em Nova Iorque com os professores Ian Froman, Vince Cherico, Peter Retzlaff e Michael Lauren. Iniciou sua carreira profissional em 2005 e j tocou em diversas bandas dos mais variados estilos na capital gacha. Ministra aulas particulares de bateria em local prprio na cidade de Porto Alegre.

BRUNO VARGAS | Formado em licenciatura em msica pelo IPA. integrante do Quarto Sensorial desde sua formao em 2007. Bruno toca tambm com Carmen Correa, Arthur de Faria & Orkestra do Kaos e Desandance. Ministrou oficinas de baixo vinculadas ao Porto Alegre Jazz Festival 2015 em escolas pblicas e projetos sociais em Porto Alegre. professor de baixo e violo nas escolas Piano & Cia. e EMPA.


Show Quarto Sensorial
Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto
Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto
Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto Quarto Sensorial | Foto: Igor Sperotto

 

 


06/08/2016 | 18h | Entrada franca
Nico Bueno & Antnio Flores
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Kristina Rosa
Foto: Kristina Rosa

Nico Bueno (contrabaixo), integrante do premiado grupo Delicatessen, apresenta show indito de duo, onde convida Antnio Flres (guitarra e violo) para executar arranjos prprios para canes da cultura sul americana. Autores como Fito Paez, Alegre Corra, Luis Carlos Borges, Ariel Ramirez, entre outros, mesclam um repertrio regado de melodias e ritmos do sul.

Repertrio
Vidro dos olhos (Luis Carlos Borges)
Alfonsina Y el Mar (Ariel Ramirez)
La pesada (Luis Salinas)
Uma estrela (Nico Bueno)
Yo vengo ofrecer mi corazon (Fito Paez)
Estrela Estrela (Vitor Ramil)
Maria Lando (Pedro Aznar)
Infncia (Alegre Corra)
Encontro das Aguas (Alegre Corra)

NICO BUENO contrabaixista, produtor, arranjador e professor de msica. Em quase 30 anos de carreira j trabalhou com os mais variados artistas, nacionais e internacionais em gravaes e shows. Artistas como: Nenhum de Ns, Nei Lisboa, Renato Borguetti, Luis Carlos Borges, Joo Donato, Dado Magnelli, Z Nogueira, Rafael Vernet, Kiko Freitas, Grupo Raiz de Pedra, Pedro Tagliani, Solon Fhishbone, Fernando Corona, Jorginho do Trumpete, Luizinho Santos, Pedrinho Figueiredo, Daniel Wolff, Filipe Monteiro, Matt Hopper, Aymeric Frerejean, Rowena Jameson. Foi premiado como melhor instrumentista do 12 Festival de Msica de Porto Alegre 2009.

ANTONIO FLORES msico porto-alegrense, com influncias que vo da msica gacha ao jazz. Morou em Kansas City (EUA), onde pode vivenciar o cenrio de jazz, tocando em diversos jazz clubs. A msica gacha est presente desde a infncia. Filho do cantor e compositor nativista Doroto Fagundes, tem influncia de inmeros artistas do pampa (Brasil, Argentina e Uruguai), bem como da msica popular brasileira. Essa mistura de influncias o resultado do som que verte da guitarra do artista.


Show Nico Bueno & Antnio Flores
Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto
Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto
Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto
Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto Nico Bueno & Antnio Flores  | Foto: Igor Sperotto

 

 

23/07/2016 | 18h | Entrada franca
Thiago Ramil e Poty Burch
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)

Um acompanhar as canes do outro de forma sutil. A apresentao ser composta de canes autorais dos dois artistas por meio de voz, violo, guitarra, baixo, loops e alguns efeitos.

THIAGO RAMIL Msico, compositor e psiclogo. H trs anos vem apresentando pelo Brasil seu primeiro disco, Leve Embora.
POTY BURCH Compositor e msico. No final do ano passado lanou o EP Casa, que tem produo de Ian Ramil e Guilherme Ceron.


Show Thiago Ramil e Poty Burch
Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto
Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto
Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto
Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto Thiago Ramil e Poty Burch | Foto: Igor Sperotto

 

 

9/07/2016 | 18h | Entrada franca
Carina Levitan e Carmen Correa em Tricotando o som
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)

Um encontro marcado. Uma casa, uma bebida e um violo. De longe se pode ver duas estradas, origens e percursos distintos caminhando para um ponto em comum. Ali onde as linhas se cruzam, os novelos so postos mesa e se misturam s cordas do violo e da voz. Tricotando canes e conversas, Carina Levitan e Carmen Correa compartilham suas composies e histrias. a primeira vez que as duas artistas se apresentam juntas. O repertrio conta com canes autorais.

CARINA LEVITAN | procura sons em objetos e constri esculturas sonoras. Trabalha com trilhas e desenhos de som para o audiovisual, performances e instalaes.

CARMEN CORRA | est gravando seu primeiro disco, com produo de Marcelo Fruet. Suas canes possuem um discurso potico e versam sobre o cotidiano.


Show Tricotando o som
Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto
Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto
Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto
Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto

 

 

25/06/2016 | 18h | Entrada franca
Lanamento do Projeto Violas ao Sul, espetculo com Valdir Verona, Mrio Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Ed Oliveira
Violas ao Sul | Foto: Ed Oliveira

Show-espetculo com quatro msicos sulinos, Valdir Verona, Mrio Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr., que tem a viola de 10 cordas permeando seus trabalhos ao longo dos anos, e que juntos formam a linha evolutiva do instrumento, com canes autorais e clssicos do cancioneiro gacho e brasileiro, e da msica contempornea.

VALDIR VERONA | natural de Caxias do Sul, RS, msico com mais de 25 anos de carreira profissional, tendo trabalhado ao longo desse tempo com apresentaes musicais em diversos formatos: Solo, duos, trios, grupos, msico acompanhante, aulas de msica, produes e direes musicais. Um dos maiores e mais atuantes representantes da viola no sul.

MRIO TRESSOLDI | arranjador, compositor, produtor musical, pesquisador da cultura do litoral norte do RS, integrante do grupo Cho de Areia, Bacharel em Msica (Cordas) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor de violo, tcnica vocal, teoria e harmonia funcional. atualmente um dos compositores e msicos mais premiados nos festivais do Brasil.

ANGELO PRIMON | msico, compositor, produtor, destacado como um dos mais importantes instrumentistas de sua gerao, com mais duas dcadas, atuou ao lado de inmeros artistas do Brasil e do Uruguai, tendo recebido o Prmio Aorianos de Melhor Instrumentista em 2006 e 2008, pesquisa j h alguns anos as sonoridades orientais e populares, de instrumentos como a viola de dez cordas, viola de cocho, o oud rabe e o sitar indiano.

OLY JR. | cantautor, atuante na cena musical desde 1998, tem 11 discos lanados, quatro Prmios Aorianos de Msica (2010 e 2012), participou de festivais nacionais e internacionais de blues, em coletneas musicais do gnero, funde milonga com blues, explorador da tcnica do slide, reconhecido como um dos mais atuantes e originais da cena blues do Brasil.


Show Violas ao Sul
Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto
Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto Violas ao Sul | Foto: Igor Sperotto

 

 

11/06/2016 | 18h | Entrada franca
Erlon Pricles apresenta Na estrada do Sul
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Marcelo Brum
Erlon Pricles | Foto: Marcelo Brum

O show Na estrada do Sul, do cantor e compositor gacho rlon Pricles, abre o Ecarta Musical Eixos Temticos de junho, ms que homenageia o regionalismo. Ele sobe ao palco ao lado de Miguel Tejera (contrabaixo) e Guilherme Castilhos (violo), para apresentar as suas canes de maior sucesso e temas j cones do cancioneiro gacho. De sua autoria, sero Dirio do fronteirio, Milonga flor, Quando a viola chora, O descobrimento do Rio Grande, Rio Grande vio, Na estrada do Sul e Dom Alejo e seus Mijado (rlon Pricles/Rafael Ovdeo); e entre as consagradas, escolheu Esquilador (Telmo de Lima Freitas), Clave de Lua (Nilo Brum/Miguel Marques) e Licena pra um Missioneiro (Pedro Ortaa).

RLON PRICLES | missioneiro de So Luiz Gonzaga, em seus 28 anos de carreira vem deixando sua marca na msica regional do Rio Grande do Sul. Traz na bagagem muitas vitrias em festivais de msica do Sul do Brasil, trilhas para documentrios, produo e direo musical de CDs, bem como produes para cinema e televiso. Com um acervo de mais de 600 msicas em discos de festivais nativistas e coletneas, tem gravados nove lbuns e um DVD ao vivo. Entre os vrios reconhecimentos, recebeu o Prmio Aorianos Msica em 2009 e 2011 como Melhor Disco de Msica Regional (com o Projeto Buenas e M'Espalho) e em 2010 e 2011 como Melhor Compositor Regional; e venceu por cinco vezes o concurso promovido pelo Instituto Gacho de Tradio e Folclore, que elege anualmente a msica tema da Semana Farroupilha. Em 2011, durante a Turn Msica Gacha na Europa, fez vrias apresentaes em Portugal e na Espanha. Participou das filmagens de O Tempo e o Vento, longa-metragem dirigido por Jaime Monjardim e lanado em 2013.


Show Erlon Pricles
Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto
Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto
Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto Erlon Pricles | Foto: Igor Sperotto

 

 

28/5/2016 | 18h | Entrada franca
Demtrio Xavier canta Lo mejor de la vida
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)

O Ecarta Musical encerra maio, ms que dedica aos Cantos de Trabalho e Luta, com o show Lo mejor de la vida, de Demtrio Xavier. O repertrio transita pela cultura musical argentina, uruguaia e chilena. "Esses pases so representantes do canto popular do Sul do nosso continente e sempre estiveram prximos dura realidade do trabalho rural ou urbano, tradicional ou contemporneo", comenta Demtrio. "Mostrarei excertos dessa produo em diversos momentos histricos, em um painel do canto comprometido da regio."

Entre as msicas selecionadas esto El Arriero (Atahualpa Yupanqui), Peoncito de Estancia (Linares Cardozo), La paciencia pobrecita (Mara Elena Walsh), Zafrero (Tabar Etcheverry), Carrero (Juan Capagorry/Daniel Viglietti), Manifiesto (Victor Jara), El Rienda Suelta (Eduardo Fal/Hugo Ovalle), Patrn (Anbal Sampayo) e El ro no es slo eso (Anbal Sampayo).

DEMTRIO XAVIER | msico porto-alegrense, especializado, h 30 anos, na msica crioula do Uruguai e da Argentina. Atua permanentemente no Rio Grande do Sul e nos dois pases platinos. Enfatiza sua pesquisa na obra do argentino Atahualpa Yupanqui, tendo traduzido e gravado, em verso bilngue, o seu poema maior, O Pajador Perseguido. Venceu a 36 Califrnia da Cano Nativa com uma poesia musicada por Marco Aurlio Vasconcellos, A Sanga do Pedro Lira. Formado em Cincias Sociais pela Ufgrs, conduz na FM Cultura, de Porto Alegre, o programa Cantos do Sul da Terra, dedicado msica e literatura do Sul do continente. Este ano est gravando um disco pelo Fumproarte, com convidados gachos, uruguaios e argentinos.


Show Demtrio Xavier
Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto
Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto
Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto Demtrio Xavier | Foto: Igor Sperotto

 

 

14/05/2016 | 18h | Entrada franca
O regional e o universal no canto de um trovador, com Pedro Munhoz
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)

Com seis lbuns gravados e duas coletneas, Pedro Munhoz tem forte trabalho de composio e canes suas na voz de Vital Farias, Mnica Albuquerque e Teatro Mgico. Este ltimo levou a Cano da Terra, de sua autoria, para a trilha da novela das seis, Flor do Caribe, exibida pela TV Globo em 2013, sendo tambm o primeiro contrato de mdia livre no Brasil, assinado entre um artista e uma emissora de televiso.
Munhoz J dividiu o palco com artistas como: Daniel Viglietti (Uruguai), Hector Numa Moraes (Uruguai), Luiz Enrique Mejia Godoi (Nicargua), Raul Ellwanger (Brasil), Vicente Feli (Cuba), Belchior (Brasil), Xangai (Brasil), Trupe O Teatro Mgico (Brasil), entre outros. O artista tambm delegado no Brasil do Projeto Canto de Todos, gestado e coordenado a partir de Cuba por Vicente Feli, trovador cubano e um dos fundadores da Nova Trova Cubana.
Com mais de trinta de anos de carreira, percorre o Brasil, com seus recitais e oficinas. J levou seu trabalho para mais de quinze pases, entre eles: Espanha, Cuba, Itlia, Frana, Mxico, Portugal, Guatemala, Venezuela, Chile, Uruguai, entre outros.

REPERTRIO
Meu Pas o Planeta, Mdia e noite, Cano da Terra, Quem tem coragem?, Que verde este?, Somos filhos da Me-Terra, Lgia N 2, Dia, Josefinas e Marias, Maria Brisa, Maria, Minha menina, Milonga todo o rio, A Terra uma laranja, Quisera enfim poder voltar, Guitarra toda a vida e A casa de Cora, de Pedro Munhoz; e Belchiorana N 1 e Quisera enfim poder voltar, de Pedro Munhoz e Martim Cesar.

Confira mais sobre o artista em:
www.pedromunhoz.mus.br/mural.html
www.pedromunhoz.mus.br/discografia.html
www.pedromunhoz.mus.br/fotos.html


Show Pedro Munhoz
Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto Tricotando o som | Foto: Igor Sperotto Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto
Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto
Pedro Munhoz | Foto: Igor Sperotto

 

 

23/04/2016 | 18h | Entrada franca
Luciana Pestano
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Simone Schlindwein
Luciana Pestano | Foto: Simone Schlindwein

A cantora tem 18 anos de carreira. Canta, compe, toca violo e gaita de boca. Iniciou sua trajetria artstica no sul do pas, com lbum auto intitulado lanado pelo selo Antdoto em 1997 e produzido por Bebeto Alves. A msica V Embora virou hit em todas as rdios do RS e o disco vendeu 15 mil cpias. A projeo nacional veio quando seu lbum foi relanado pela gravadora Polygram. Participou do Brahma Brasil Festival na Frana, do CD solo de Herbert Vianna na faixa Eu no sei nada. Cantou com Zeca Baleiro, abriu shows de Cssia Eller, entre outros. O segundo lbum Tigra trouxe mais um trabalho conceitual e contemporneo de Luciana, tambm autoral, com parcerias com Mu Chebabi e Antonio Villeroy. O CD contou com a produo e participao de msicos de peso como: Marcos Cunha, Junior Tostoi, Rodrigo Campello, Mu Chebabi, Herbert Vianna, D Palmeira, Gasto Villeroy, Loreno Monteiro, Srgio Brando, Andr Carneiro, Daniel Cheese, Rodrigo Chermont e Pantico Rocha. Trabalha na produo de seu terceiro disco que conta com composies conjuntas e participaes de diversos msicos, entre eles Carlinhos Brown e Chico Csar.


Show Luciana Pestano
Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto
Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto
Luciana Pestano | Foto: Igor Sperotto

 

 

09/04/2016 | 18h | Entrada franca
Lus Henrique Tch Gomes apresenta Clssicos do Rock Gacho
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Igor Sperotto
Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto

Guitarrista, cantor e compositor de grandes clssicos da Banda TNT, como No Sei, A irm do Dr. Robert, Nunca mais voltar, entre outras. Acompanha msicos e bandas como Ney Lisboa, Bandaliera e Sombrero Luminoso. Atualmente, alm de participar da Banda Tenente Cascavel ao lado de ex-integrantes da Cascavelletes e da TNT, Tch Gomes prepara-se para gravar um disco de estreia com msicas inditas e compostas ao longo de sua carreira.


Show Tch Gomes
Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto
Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto
Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto
Tch Gomes | Foto: Igor Sperotto
 

 

 

19/03/2016 | 18h | Entrada franca
Diego Max
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Nair & Vernica Lottermann
Diego Max | Foto: Nair & Vernica Lottermann

Uma verdadeira Alquimia de ritmos e estilos que viajam da terra natal do artista Diego Max, Argentina, como tango, milonga, chamam e chacarera, terra de adoo, o Brasil, em samba, chorinho e bossa, tudo com alternncias de blues-jazz, flamenco, pop... o show Alquimia Jazz Latino Brasileiro.

REPERTRIO
Cantadas:
SummerTime (Du Bose e Dorothy Heyward)
Cancion con Todos (Armando T.Gomez e Cesar Isella)
Por una Cabeza (Carlos Gardel e Alfredo Le Pera
Guantanamera (Jos Marti e Jose F. Dias)
Angelitos Negros (Andres E. Blanco)
Papel Mache (Joo Bosco)
Com Frenesi (Diego Max Giles)
Instrumentais:
Aquarela do Brasil (Ary Barroso)
El Choclo (Angel Billoldo)
Europa (Carlos Santana)
Samenco (Diego Max Giles)
Asa Branca/Baio (Luiz Gonzaga)
Kilometro 11 (Transito Cocomarola)
O Chorinho da Chacarera (Diego Max Giles)
Show Diego Max
Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto
Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto
Diego Max | Foto: Igor Sperotto Diego Max | Foto: Igor Sperotto


05/03/2016 | 18h | Entrada franca
Eltrio
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Roberto Grillo
Eltrio | Foto: Roberto Grillo

Leonardo Ribeiro (violo e vocal), Claudio Sander (saxofones) e Giovani Berti (percusso) juntam-se num trabalho marcado pela fuso de MPB, jazz e ritmos latinos. msica universal com sotaque brasileiro, com composies de Leonardo Ribeiro e Cludio Sander, como Fronteiras e Latitude 33, alm de arranjos e interpretaes originais para obras de autores consagrados como John Coltrane e Tom Jobim.

ELTRIO | Trs msicos gachos de larga experincia, apresentaes em vrios pases e caminhos solos distintos unem-se para criar um trabalho prprio, e assim surge o Eltrio. O encontro foi amadurecendo aps participarem do festival Jazz em Lima, no Peru, em 2007, e agora se transforma em um grupo com repertrio prprio incluindo clssicos do jazz, da msica latino-americana e da MPB.

LEONARDO RIBEIRO | Natural de Quara, durante mais de 20 anos tocou na Europa. Lanou cinco lbuns solos, gravou e se apresentou com grandes msicos, como os brasileiros Wagner Tiso e Gonzaguinha, o uruguaio Perico Arteche, o saxofonista francs Barney Willen e o argentino Leon Gieco. Seu primeiro disco Eu e Meu Corao (1983). Depois vem Guerreiro das Ruas (1989) e Brasil Latino (94) com uma clssica verso para Soy Loco Por Ti, Amrica. Hecho com Las Manos (2004) gravado ao vivo no Chat Noir Jazz Club, em Genebra, lhe deu o Prmio Aorianos de Msica de Porto Alegre na categoria Compositor de MPB. Seu CD mais recente Ponto de Fronteira (2011), onde sintetiza sua linguagem ao longo da carreira.

CLUDIO SANDER | Natural de Santa Vitria do Palmar um dos principais saxofonistas em atuao no Rio Grande do Sul. Trabalhou em So Paulo com grupos de jazz e orquestras. Lanou trs premiados CDs solos: Jazz do Balacobaco (2001), Gato & Sapato (2005) e Samba Influenciado (2010). Gato & Sapato obteve trs indicaes ao Prmio Aorianos de Msica de Porto Alegre, vencendo na categoria Melhor Disco de Msica Instrumental. Conquistou inmeras vezes o prmio de melhor instrumentista no Rio Grande do Sul e se apresentou em festivais de jazz em Porto Alegre, Pelotas, Canoas e Lima, no Peru.

GIOVANI BERTI | de Porto Alegre e um dos mais destacados percussionistas do Rio Grande do Sul. Transita do regionalismo MPB e o jazz. Em regionais do choro acompanhou Altamiro Carrilho, Jamelo e Moreira da Silva, alm de tocar com Ivan Lins, Roberto Menescal, Geraldo Flach, Dominguinhos e outros. Prmio de melhor instrumentista em vrios festivais do Rio Grande do Sul e indicaes ao Aorianos de Msica de Porto Alegre. Participou do Free Jazz Festival e do Festival de Folclore de Cosqun (ARG), alm de ter tocado com a Ospa e outras orquestras.


Show Eltrio
Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto
Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto
Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto Eltrio | Foto: Igor Sperotto
Eltrio | Foto: Igor Sperotto
 

 

 

23/01/2016 | 19h | Entrada franca
Duo de viola e acordeon com Rafael De Boni e Valdir Verona
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)

Foto: Tatieli Sperry
Duo de viola e acordeon com Rafael De Boni e Valdir Verona | Foto: Tatieli Sperry

O Duo, que comemora 10 anos de formao, apresenta um repertrio com base nas principais composies gravadas nos CDs Encontro das guas (2007), Parceria n 2 (2014) e do DVD ao vivo lanado em 2015. As composies resgatam o uso da viola de 10 cordas na msica do sul, com influncias das msicas das regies fronteirias do Brasil, somando o acordeon.

No repertrio
Parceria n 1, Pampeana y Arrabalera, Chacarera para Desvendar Caminhos, Entre Rios, Das Bandas do Poente, Cinco Tentos (Rafael De Boni), Corcoveado, Parceria n 2, Devaneando, Temas do folclore gacho (Prenda minha/Balaio/Anu/Chula e Boi barroso).

VALDIR VERONA | Violeiro caxiense que vem resgatando a viola na msica do Sul em recitais, shows, composies, gravaes, edies de partituras, aulas e oficinas de msica. Tem sete CDs, um DVD e trs livros com CDs encartados alm de diversas participaes em gravaes e produes de CDs e DVDs. Prmio Excelncia da Viola Caipira em duas edies. No exterior, representou o Brasil na homenagem ao pas no Frum Econmico Mundial de Davos/Sua em 2012 e na 25 Feira Internacional do Livro de Bogot/Colmbia.

RAFAEL DE BONI | Natural de Vacaria, acompanhou vrios conjuntos e artistas solos em shows e festivais de msica. Possui quatro CDs e um DVD gravados alm de mais de 300 participaes em CDs nos mais variados estilos e tambm diversos jingles e campanhas publicitrias, como acordeonista e contrabaixista. Participaes em diversos festivais, com destaques para 8 Brasil Instrumental de Tatu/SP e 1 Festival Voa Viola edio de Braslia, ambos com o Duo de Viola e Acordeon.

 

 

09/01/2016 | 19h | Entrada franca
Luciano Lees apresenta Piano Night
Local: Fundao Ecarta (Av. Joo Pessoa, 943, Porto Alegre)
Foto: Doni Maciel
Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Doni Maciel

O primeiro Ecarta Musical de 2016 ser no ritmo do blues do pianista Luciano Lees, no melhor estilo barrelhouse. Em seu show Piano Night (piano e voz), canes do seu lbum de estreia The Power Of Love, lanado no ltimo ms de dezembro, em Porto Alegre. Tambm, clssicos do estilo e de New Orleans. Isso significa que fazem parte do repertrio msicas de nomes lendrios, como Professor Longhair, James Booker, Fats Domino, Otis Spann, Leroy Car, Smiley Lewis, Johnnie Johnson, Sonny Terry & Brownie McGhee, Louis Jordan e Eddie Boyd, entre outros.

LUCIANO LEES | Natural de Porto Alegre e autodidata, influenciado por pianistas de New Orleans, como Dr. John, James Booker e Professor Longhair. Com base enraizada no blues, incorpora em sua msica elementos do soul, do funk e do rock and roll. Em maro de 2013, abriu o show de Elton John, na capital gacha. No mesmo ano, Lees recebeu o seu primeiro Prmio Aorianos, categoria Melhor Instrumentista Pop pela participao no disco A Ordem Natural das Coisas, de Luciano Albo. Carey Bell, Magic Slim, Hubert Summlin, Holland K Smith, Ron Levy, Celso Blues Boy, Big Gilson, Solon Fishbone, Miguel Botafogo so alguns dos grandes nomes com quem Luciano Lees j dividiu o palco. Desde 1998, faz parte da Fernando Noronha & Black Soul, acumulando sete discos lanados e 11 turns realizadas na Europa e no Canad. Tem em Ron Levy, que j tocou com BB King e Albert King, seu mestre do hammond organ. Desde 2009, Lees tem seu trabalho solo, acompanhado pelos Big Chiefs, Gabriel Guedes (Pata de Elefante) na guitarra, Edu Meireles (Fernando Noronha & Black Soul) e Alexandre Papel Loureiro (ex-Fernando Noronha & Black Soul/Locomotores) na bateria. O 20 edio Festival de Blues de Ribeiro Preto - considerado um dos principais festivais de blues do pas, que j contou com nomes como Etta James, Magic Slim, Albert Collins e Junior Wells -, em 2009, teve a participao de Luciano Lees & Big Chiefs. A partir deste evento, Lees foi convidado a participar do documentrio Blues Everyday que conta a histria do blues no Brasil. O msico tambm est entre os quatro melhores tecladistas de blues do Pas eleitos pela revista Teclado e udio. Fora do cenrio do blues, Lees integra as bandas Locomotores, Gustavo Telles & Os Escolhidos e Acsticos & Valvulados, com a qual gravou dois discos e um DVD e fez turns pelos estados do Sul do Brasil. Tem em seu histrico os trs discos da Pata de Elefante (vencedora do VMB 2009 MTV com Melhor Banda Instrumental). Tambm tocou com os gachos Jpiter Ma, Garotos da Rua, Renato Borghetti, Cidado Quem e Os The Darma Lvers.


Show Luciano Lees
Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto
Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night | Foto: Igor Sperotto
Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night - Abertura: Luiz Paulo Castillo Dourado Freire | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night - Abertura: Luiz Paulo Castillo Dourado Freire | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night - Abertura: Luiz Paulo Castillo Dourado Freire | Foto: Igor Sperotto Ecarta Musical - Luciano Lees apresenta Piano Night - Abertura: Luiz Paulo Castillo Dourado Freire | Foto: Igor Sperotto
 

 

 




Confira as atividades realizadas:


Fundação Cultural e Assistencial ECARTA
Av. João Pessoa, 943 - Porto Alegre - RS - Brasil - Fone: 51-4009.2970
© Copyright 2005 - 2011 Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)