Em Porto Alegre

Shows quinzenais
Sede da Fundação Ecarta
(Av. João Pessoa, 943)
ENTRADA FRANCA


Temporada 2016

MARÇO

Oficina
Escrita Criativa
O poema e a letra de
canção

Doação
Livros da mostra X
vão para ponto
de cultura

Galeria de Arte
- Edital - 2016
Nome: 
E-mail: 
 
 
Ecarta Musical 2016 terá eixos temáticos
Local: Fundação Ecarta (Av. João Pessoa, 943, Porto Alegre)

Nesta temporada, a programação do Ecarta Musical, da Fundação Ecarta, terá eixos temáticos. De abril até janeiro de 2017, os dois shows de cada mês homenagearão diferentes estilos e origens musicais. No total, serão dez eixos: Rock e Blues (abril), Cantos de Trabalho e Luta (maio), Regionalismos (junho), Novos Compositores (julho), Jazz e Instrumental (agosto), Músicas do Mundo (setembro), Outubro Erudito, Cultura Negra (novembro), MPB (dezembro), Samba e Choro (janeiro). As apresentações acontecem na Fundação Ecarta (Av. João Pessoa, 943, Porto Alegre), às 18h. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone 51 4009.2971 e pelo www.ecarta.org.br.

Coordenação
Elenice Zaltron, produtora

Colaboração e curadoria
Marcelo Delacroix, músico e compositor

Ecarta Musical Eixos Temáticos | Foto: Igor Sperotto
MAIO | Cantos de Trabalho e Luta
Pedro Munhoz | Foto: Christian Kotoman 14/5 O regional e o universal no canto de um trovador, com Pedro Munhoz

Com seis álbuns gravados e duas coletâneas, Pedro Munhoz tem forte trabalho de composição e canções suas na voz de Vital Farias, Mônica Albuquerque e Teatro Mágico. Este último levou a Canção da Terra, de sua autoria, para a trilha da novela das seis, Flor do Caribe, exibida pela TV Globo em 2013, sendo também o primeiro contrato de mídia livre no Brasil, assinado entre um artista e uma emissora de televisão.
Munhoz Já dividiu o palco com artistas como: Daniel Viglietti (Uruguai), Hector Numa Moraes (Uruguai), Luiz Enrique Mejia Godoi (Nicarágua), Raul Ellwanger (Brasil), Vicente Feliú (Cuba), Belchior (Brasil), Xangai (Brasil), Trupe O Teatro Mágico (Brasil), entre outros. O artista também é delegado no Brasil do Projeto Canto de Todos, gestado e coordenado a partir de Cuba por Vicente Feliú, trovador cubano e um dos fundadores da Nova Trova Cubana.
Com mais de trinta de anos de carreira, percorre o Brasil, com seus recitais e oficinas. Já levou seu trabalho para mais de quinze países, entre eles: Espanha, Cuba, Itália, França, México, Portugal, Guatemala, Venezuela, Chile, Uruguai, entre outros.

REPERTÓRIO
Meu País é o Planeta, Mídia e noite, Canção da Terra, Quem tem coragem?, Que verde é este?, Somos filhos da Mãe-Terra, Lígia Nº 2, Dia, Josefinas e Marias, Maria Brisa, Maria, Minha menina, Milonga é todo o rio, A Terra é uma laranja, Quisera enfim poder voltar, Guitarra toda a vida e A casa de Cora, de Pedro Munhoz; e Belchiorana Nº 1 e Quisera enfim poder voltar, de Pedro Munhoz e Martim Cesar.

Confira mais sobre o artista em:
www.pedromunhoz.mus.br/mural.html
www.pedromunhoz.mus.br/discografia.html
www.pedromunhoz.mus.br/fotos.html

Pedro Munhoz | Foto: Kristina Rosa 28/5 Demétrio Xavier canta Lo mejor de la vida

O Ecarta Musical encerra maio, mês que dedica aos Cantos de Trabalho e Luta, com o show Lo mejor de la vida, de Demétrio Xavier. O repertório transita pela cultura musical argentina, uruguaia e chilena. "Esses países são representantes do canto popular do Sul do nosso continente e sempre estiveram próximos à dura realidade do trabalho rural ou urbano, tradicional ou contemporâneo", comenta Demétrio. "Mostrarei excertos dessa produção em diversos momentos históricos, em um painel do canto comprometido da região."

Entre as músicas selecionadas estão El Arriero (Atahualpa Yupanqui), Peoncito de Estancia (Linares Cardozo), La paciencia pobrecita (María Elena Walsh), Zafrero (Tabaré Etcheverry), Carrero (Juan Capagorry/Daniel Viglietti), Manifiesto (Victor Jara), El Rienda Suelta (Eduardo Falú/Hugo Ovalle), Patrón (Aníbal Sampayo) e El río no es sólo eso (Aníbal Sampayo).

DEMÉTRIO XAVIER | músico porto-alegrense, especializado, há 30 anos, na música crioula do Uruguai e da Argentina. Atua permanentemente no Rio Grande do Sul e nos dois países platinos. Enfatiza sua pesquisa na obra do argentino Atahualpa Yupanqui, tendo traduzido e gravado, em versão bilíngue, o seu poema maior, O Pajador Perseguido. Venceu a 36ª Califórnia da Canção Nativa com uma poesia musicada por Marco Aurélio Vasconcellos, A Sanga do Pedro Lira. Formado em Ciências Sociais pela Ufgrs, conduz na FM Cultura, de Porto Alegre, o programa Cantos do Sul da Terra, dedicado à música e à literatura do Sul do continente. Este ano está gravando um disco pelo Fumproarte, com convidados gaúchos, uruguaios e argentinos.


JUNHO | Regionalismos
Erlon Péricles | Foto: Marcelo Brum 11/6 Erlon Péricles apresenta Na estrada do Sul

O show Na estrada do Sul, do cantor e compositor gaúcho Érlon Péricles, abre o Ecarta Musical Eixos Temáticos de junho, mês que homenageia o regionalismo. Ele sobe ao palco ao lado de Miguel Tejera (contrabaixo) e Guilherme Castilhos (violão), para apresentar as suas canções de maior sucesso e temas já ícones do cancioneiro gaúcho. De sua autoria, serão Diário do fronteiriço, Milonga flor, Quando a viola chora, O descobrimento do Rio Grande, Rio Grande véio, Na estrada do Sul e Dom Alejo e seus Mijado (Érlon Péricles/Rafael Ovídeo); e entre as consagradas, escolheu Esquilador (Telmo de Lima Freitas), Clave de Lua (Nilo Brum/Miguel Marques) e Licença pra um Missioneiro (Pedro Ortaça).

ÉRLON PÉRICLES | missioneiro de São Luiz Gonzaga, em seus 28 anos de carreira vem deixando sua marca na música regional do Rio Grande do Sul. Traz na bagagem muitas vitórias em festivais de música do Sul do Brasil, trilhas para documentários, produção e direção musical de CDs, bem como produções para cinema e televisão. Com um acervo de mais de 600 músicas em discos de festivais nativistas e coletâneas, tem gravados nove álbuns e um DVD ao vivo. Entre os vários reconhecimentos, recebeu o Prêmio Açorianos Música em 2009 e 2011 como Melhor Disco de Música Regional (com o Projeto Buenas e M'Espalho) e em 2010 e 2011 como Melhor Compositor Regional; e venceu por cinco vezes o concurso promovido pelo Instituto Gaúcho de Tradição e Folclore, que elege anualmente a música tema da Semana Farroupilha. Em 2011, durante a Turnê Música Gaúcha na Europa, fez várias apresentações em Portugal e na Espanha. Participou das filmagens de O Tempo e o Vento, longa-metragem dirigido por Jaime Monjardim e lançado em 2013.


Projeto Violas ao Sul | Foto: Ed Oliveira 25/6 Lançamento do Projeto Violas ao Sul, espetáculo com Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr

Show-espetáculo com quatro músicos sulinos, Valdir Verona, Mário Tressoldi, Angelo Primon e Oly Jr., que tem a viola de 10 cordas permeando seus trabalhos ao longo dos anos, e que juntos formam a linha evolutiva do instrumento, com canções autorais e clássicos do cancioneiro gaúcho e brasileiro, e da música contemporânea.

Repertório
Milonga blues (Oly Jr.) – Oly Jr.
Desculpe meu filho (Oly Jr.) – Oly Jr.
Portas dos sonhos (Mário Barbará/Sérgio Napp) – Valdir Verona
Das bandas do poente (Valdir Verona) – Valdir Verona
Chamamé Blues (Valdir Verona) – Duo Verona & Oly
Na volta que o mundo dá (Vicente Barreto/Paulo Cesar Pinheiro) – Angelo Primon
10 de fole (Angelo Primon) – Angelo Primon
Lamento (Fernando Reis Jr.) – Duo Angelo & Tressoldi
Maré baixa (Ivo Ladislau/Mauro Moraes) – Mário Tressoldi
Violas do sul do brasil (Chico Saga/Mário Tressoldi) – Mário Tressoldi
Cantiga de eira (Barbosa Lessa) – Todos
Os homens de preto (Paulo Ruschel) – Todos

VALDIR VERONA | natural de Caxias do Sul, RS, é músico com mais de 25 anos de carreira profissional, tendo trabalhado ao longo desse tempo com apresentações musicais em diversos formatos: Solo, duos, trios, grupos, músico acompanhante, aulas de música, produções e direções musicais. Um dos maiores e mais atuantes representantes da viola no sul.

MÁRIO TRESSOLDI | arranjador, compositor, produtor musical, pesquisador da cultura do litoral norte do RS, integrante do grupo Chão de Areia, Bacharel em Música (Cordas) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, professor de violão, técnica vocal, teoria e harmonia funcional. É atualmente um dos compositores e músicos mais premiados nos festivais do Brasil.

ANGELO PRIMON | músico, compositor, produtor, destacado como um dos mais importantes instrumentistas de sua geração, com mais duas décadas, atuou ao lado de inúmeros artistas do Brasil e do Uruguai, tendo recebido o Prêmio Açorianos de Melhor Instrumentista em 2006 e 2008, pesquisa já há alguns anos as sonoridades orientais e populares, de instrumentos como a viola de dez cordas, viola de cocho, o oud árabe e o sitar indiano.

OLY JR. | cantautor, atuante na cena musical desde 1998, tem 11 discos lançados, quatro Prêmios Açorianos de Música (2010 e 2012), participou de festivais nacionais e internacionais de blues, em coletâneas musicais do gênero, funde milonga com blues, explorador da técnica do slide, reconhecido como um dos mais atuantes e originais da cena blues do Brasil.


JULHO | Novos Compositores
9/7 Carina Levitan e Carmem Correa

23/7 Thiago Ramil e Poty Burch

AGOSTO | Jazz e Instrumental
6/8 Nico Bueno Trio

20/8 Quarto Sensorial Trio instrumental composto por Bruno Vargas (baixo), Martin Estevez (bateria e percussão) e Carlos Ferreira (guitarras, violões e soundscapes)

SETEMBRO | Músicas do Mundo
3/9 A cantora portuguesa Joana Reais apresenta Joaninha das Canções

17/9 Luana Pacheco apresenta Música Francesa

OUTUBRO | Erudito
1/10 Quinteto de Sopros Com Viktoria Tatour (oboé), Siarhei Faminou (fagote), Samuel Rodrigues de Oliveira (clarinete), Artur Elias Carneiro (flauta) e Israel Oliveira (trompa)

22/10 Recital de Catarina Domenici e James Correa

NOVEMBRO | Cultura Negra
5/11 Alabê Ôni

19/11 Ronald Augusto e o Tambor Elétrico

DEZEMBRO | MPB
10/12 Alexandre Vieira e Grupo

JANEIRO | Samba e Choro
7/1/17 Silfarney e o pessoal do Samba

21/1/17 Mathias Pinto e Grupo

 

Apoio:
Sinpro/RS - Sindicato dos Professores do RS

 

Fundação Cultural e Assistencial ECARTA
Av. João Pessoa, 943 - Porto Alegre - RS - Brasil - Fone: 51-4009.2970
© Copyright 2005 - 2011 Todos os direitos reservados (All Rights Reserved)